Quinta, 17 de janeiro de 201917/1/2019
(33) 98412-3811
Erro ao processar!
Erro ao processar!
SAÚDE
Voluntários e equipes de resgate voluntárias irão suspender temporariamente as atividades em Minas Gerais
A Categoria de Bombeiros e Equipes de Resgate de Resgate Voluntários de Minas Gerais foi copiada do sul do Brasil, Estados de Santa Catarina com mais de 126 anos de fundação e Rio Grande do Sul e já atuam mais de 20 anos no Estado de Minas Gerais, provando que são voluntários por opção, mas profissionais na ação.
Moisés de Oliveira MANHUAÇU - MG
Postada em 02/01/2019 ás 11h48 - atualizada em 03/01/2019 ás 11h36
Voluntários e equipes de resgate voluntárias irão suspender temporariamente as atividades em Minas Gerais

Voluntários e equipes de resgate voluntárias irão suspender temporariamente as atividades em Minas Gerais

A partir do dia 02 de janeiro de 2019, mais de 15 unidades de bombeiros voluntários e equipes voluntárias de resgate existentes em minas gerais irão suspender temporariamente as atividades.


Com a paralisação, mais de 380 mil habitantes e transeuntes terão que aguardar o socorro vir de uma Unidade do Corpo de Bombeiros Militar mais próxima da ocorrência.


Em janeiro deste ano (2018), o Governo do Estado, mesmo ciente de que mais de 780 Municípios não possuem unidades de Bombeiros, sancionou a lei Estadual n° 22.839 dando exclusividade dos serviços de atendimentos emergenciais ao Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais.


Em Julho, uma portaria publicada pelo Corpo de Bombeiros Militar impõem uma série de exigências as Instituições citadas e obriga o credenciamento das Associações dos Bombeiros Voluntários e Equipes de Resgate Voluntárias junto a Corporação Militar.


No dia 22/07, foi fundada a VOLUNTERMINAS, Associação Estadual dos Bombeiros Voluntários e Equipes de Resgate Voluntárias de Minas Gerais que tem como objetivo de organizar, padronizar, fiscalizar, assessorar e dialogar os interesses da categoria junto ao Governo Estadual e Federal. A Associação Estadual está em processo administrativo para registro e criação da pessoa jurídica previsto já no início de 2019


Em outubro representantes das Associações dos Bombeiros Voluntários e Equipes de Resgate Voluntárias solicitaram formalmente ao Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais pequenas alterações na Portaria 33 e maior prazo para adequação, porém não houve retorno até o presente momento.
Na segunda metade de dezembro, várias Instituições receberam um oficio do CBMMG onde diz que se porventura continuarem as atividades a partir de janeiro 2019, serão notificados, multados e até interditados.


A diretoria da VOLUNTERMINAS por temer ações que possam vir a prejudicar os trabalhos das instituições e também dos voluntários, que doam seu tempo em amor ao próximo, reuniu-se em caráter emergencial e orientou a todas as filiadas que a partir do dia 2 de Janeiro de 2019, suspendam por tempo indefinido as atividades, e que os voluntários passem apenas a realizar atividades internas. As ocorrências recebidas pela instituições devem ser registradas e repassadas a Unidade do Bombeiro Militar da cidade mais próxima, para que estes venham realizar o atendimento no Município e região.


Com a suspensão das atividades das Unidades de Bombeiros e Equipes de Resgates Voluntárias, as Unidades dos Corpos de Bombeiros Militares terão aumento no número de ocorrências, aumentará os gastos do Estado, terão maior desgaste das viaturas e do efetivo e para piorar quem solicitar atendimento terá que aguardar mais tempo para a chegada do socorro.
Em Minas Gerais dos 853 Municípios, aproximadamente apenas 73 possuem Unidade do CBMMG, e além da dificuldade de expansão do Corpo de Bombeiros no Estado, agora os Bombeiros ou Equipe de Resgate Voluntária terão mais dificuldades para expansão.


A Categoria de Bombeiros e Equipes de Resgate de Resgate Voluntários de Minas Gerais foi copiada do sul do Brasil, Estados de Santa Catarina com mais de 126 anos de fundação e Rio Grande do Sul e já atuam mais de 20 anos no Estado de Minas Gerais, provando que são voluntários por opção, mas profissionais na ação.


As Associações de Bombeiros Voluntários e Equipes de Resgate Voluntárias atuam há mais de 20 anos no Estado de Minas Gerais e possuem estruturas, veículos e realizam milhares de atendimentos por ano, e os voluntários são pessoas formadas em diversas áreas, além de passarem por Curso de formação com mais de 300h e estágio supervisionado, sempre prevendo pelo bom atendimento a Comunidade.


“A diretoria da VOLUNTERMINAS vai notificar as autoridades competentes e realizar ações para que o mais breve possível as atividades externas possam ser realizadas pelas entidades filiadas, pois consideramos a vida como o nosso maior bem”, disse o Presidente da VOLUNTERMINAS Fabrício Coelho.


Contamos com seu a apoio para nos ajudar a continuar prestando nossos serviços à comunidade, em cada município do estado onde tem os serviços voluntários haverá esta manifestação, sabemos da importância do nosso trabalho para a população mais queremos respeito e reconhecimento na forma da lei, não somos contra o serviço Militar só não concordamos em nos exigir o que não está na forma da lei por completo.


Entidades unidas neste objetivo:


*Anjos do Asfalto
*SEVOR – Serviço RESGATE VOLUNTÁRIO de João Molevade
*Bombeiros Voluntários de Barão de Cocais
* Bombeiros Voluntários de São Domingos do Prata
* Regaste Voluntário de Pitangui
* RESGATE VOLUNTÁRIO Estrada Real – Santa Bárbara
* Resgate Voluntário de Nova Era
* Bombeiros Voluntários de São Tiago
* Bombeiros Voluntários de Três Marias
* Resgate Voluntário de Cláudio
* Bombeiros Voluntários de Manhumirim


Assessoria de Imprensa

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô: