Sábado, 18 de agosto de 201818/8/2018
(33) 98412-3811
Parcialmente nublado
12º
15º
21º
Manhuacu - MG
dólar R$ 3,77
euro R$ 4,37
TECNOLOGIA
WhatsApp Beta ganha ferramenta contra excesso de mensagens; saiba usar
Opção de “Silenciar” aparece quando uma mesma pessoa manda 51 mensagens.
Moisés de Oliveira MANHUAÇU - MG
Postada em 17/07/2018 ás 17h50
WhatsApp Beta ganha ferramenta contra excesso de mensagens; saiba usar

O recurso, presente no WhatsApp, é ideal para impedir a enxurrada de mensagens que algumas pessoas mandam pelo mensageiro.

A versão de testes do WhatsApp ganhou um atalho para silenciar conversas pela central de notificações do Android. Ao acumular pelo menos 51 mensagens não lidas, um botão é exibido logo abaixo das mensagens, na própria notificação. É possível, então, desabilitar os alertas do contato. O recurso, presente no WhatsApp, é ideal para impedir a enxurrada de mensagens que algumas pessoas mandam pelo mensageiro.


Nas linhas a seguir, saiba como usar o novo atalho para silenciar as notificações de uma conversa no WhatsApp. Vale lembrar que é necessário ter a versão de testes do mensageiro (2.18.218) instalada no celular – saiba como atualizar seus apps. O procedimento foi realizado num Moto E4 com Android Nougat (7.1.1).


Atalho para marcar mensagens como lidas


O WhatsApp também está testando um outro atalho para marcar mensagens como lidas direto da central de notificações, segundo o site especializado WABetaInfo. A opção, que tem o funcionamento parecido com o botão "silenciar", deve ser útil para respostas como "ok" ou "obrigado", que geralmente não precisam ser respondidas. O recurso, no entanto, ainda não está disponível para os usuários.


Com informações WABetaInfo.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô: