domingo, 19 de novembro de 201719/11/2017
(33) 98412-3811
POLÍTICA
Feliciano critica Santander e provoca bate-boca na Câmara
O deputado recebeu o apoio de Arolde de Oliveira e Eduardo Bolsonaro
Moisés de Oliveira MANHUAÇU - MG
Postada em 13/09/2017 ás 15h35 - atualizada em 13/09/2017 ás 15h42
Feliciano critica Santander e provoca bate-boca na Câmara

Enquanto Feliciano levantava fotos das obras, houve discussão Foto: Câmara dos Deputados/Luis Macedo

A exposição cancelada pelo Santander, em Porto Alegre, foi alvo de críticas na Câmara dos Deputados nessa terça (12). O deputado federal Marco Feliciano (PSC) pediu que a empresa seja punida de maneira rigorosa e reembolse aos cofres públicos os R$ 800 mil usados para criar a exposição.


Feliciano disse ainda que as obras eram ofensivas e que censurá-las era “um mínimo de bom senso”, por representarem deboches da religião cristã, pedofilia, zoofolia e imoralidade.


A confusão na Câmara começou quando o deputado Jean Wyllys tomou a palavra e defendeu a mostra, reproduzindo um parecer do Ministério Público que dizia não haver apologia à pedofilia nas obras. Os contrários bateram boca, enquanto levantavam imagens das pinturas expostas.


O deputado Arolde de Oliveira (PSC), que ficou do lado de Feliciano durante a discussão, declarou sua opinião nas redes sociais.


– Estou indignado com essa exposição patrocinada com dinheiro do contribuinte. Injúria à fé e convicções religiosas do nosso povo. Só uma mente doentia pode considerar arte esse ataque à nossa religiosidade. Temos que reagir com veemência – expressou o deputado federal.


Também pelas redes, Eduardo Bolsonaro (PSC) parabenizou a ação do colega e chamou a exposição de “lixo”.


– A verdade dói. Os brasileiros não precisam e não querem que seus filhos assistam a esse lixo de mostra do Santander. Parabéns ao deputado – afirmou.


Com informações - Pleno News

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô: